quinta-feira, 12 de agosto de 2010

IN LOVING MEMORY

E vc sabe quem vc é. E vc sabe que esta canção é sua. Nada deu certo até vc aparecer. E agradeço por tudo dar errado, pois só assim vc está aqui agora! É tudo muito depressa, muito maluco, mas nunca tive tanta certeza na vida, pois sua alma voltou.
Meninas... sem comentários....



Obrigado por tudo que você fez
Eu senti sua falta por tanto tempo
Eu não posso acreditar que você tenha ido e
Você ainda vive em mim
Eu sinto você no vento
Você me guia constantemente



Eu nunca soube o que era
Estar sozinho... não
Porque você sempre estava
Lá para mim
Você estava sempre lá esperando
Mas agora eu vou para casa
E sinto falta do seu seu rosto
Sorrindo para mim
Eu fecho meus olhos para ver
E eu sei
Você é uma parte de mim
E é sua canção
Que me deixa livre
Eu canto ela quando
Eu sinto que eu não posso mais segurar
Eu canto hoje à noite
Porque ela me conforta

Eu carrego as coisas
Que me fazem lembrar de você
Em memória amorosa da
Única que era tão real
Você era tão amável quanto você podia ser
E embora você tenha ido
Você continua sendo como o mundo para mim

Eu nunca soube o que era
Estar sozinho... não
Porque você sempre estava
Lá para mim
Você estava sempre lá esperando
Mas agora eu vou para casa
E não é o mesmo, não
Eu sinto ela vazia e só
Eu não posso acreditar que você tenha ido
E eu sei
Você é uma parte de mim
E esta é sua canção
Que me deixa livre
Eu canto ela quando
Eu sinto que eu não posso mais segurar
Eu canto hoje à noite
Porque ela me conforta



Eu estou alegre, ele deixou você livre da tristeza
Eu ainda lhe amarei mais amanhã
E você estará aqui
Ainda comigo
E o que você fez, você fez com sentimento
E você sempre achou o significado
E você sempre vai
E você sempre vai
E você sempre vai



E eu sei
Você é uma parte de mim
E é sua canção
Que me deixa livre
Eu canto ela enquanto
Eu sentir que eu não posso mais segurar
Eu canto hoje à noite
Porque ela me conforta

2 comentários:

Andie disse...

Bem-vinda à vida. Bem-vinda ao amor que por meses havia levado embora os seus sorrisos e a sua fé. Agora ele será melhor.

Quem sabe definitivo.

Consultora em Educação disse...

Aquela mulher é minha mãe!

Ivone Boechat

Aquela mulher, com brilho no olhar,
firmeza inabalável,
passos apressados, voz forte,
desafiou a todos,
a si mesma desafiou muito mais,
nunca se deteve... avançou em paz.
É a mesma mulher que na solidão,
na pobreza ou na fartura,
dividiu tudo o que sempre conquistou.
Essa mulher
que passou por cima da brasa
dos seus próprios medos,
caminhou enfrentando
a resistência do movimento
dos sem ideal,
dos sem meta, dos sem coragem...
Aquela mulher atravessou montanhas,
percorreu caminhos de pedra,
chorou em silêncio, sozinha,
confiou,
mesmo quando lhe afirmavam
que o mundo ia desabar.
Aquela mulher
é minha mãe!
Ela não seguiu os sinais no caminho
apontados para o fracasso,
sofreu, viveu,
viverá sempre,
em tudo ou toda obra,
porque vai deixar muito mais
para frente do que para trás.

Ivone Boechat

Publicado na 3ª.e 4ª. edições do meu livro de poesias AMANHECER